segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A pedidos!

Tudo bem, Aninha... eu pago king-kong prá você ficar feliz! rs. Olha a gente na festa da Monica, visual aos 80 (a foto não mostra bem, mas estava rolando um rabo-de-cavalo espevitado e uma franjinha crespa, e meu irmão jura que eu estava a minha cara quando tinha uns 15 anos... rs. Que horror!).


Devaneios sobre o romantismo...

Hoje eu li uma crítica da minha amiga fofa Thata sobre o filme Lua Nova (e ela pode falar, porque sei que leu todos os livros, rs) e fiquei pensando por que será que histórias de amor similares fazem tanto sucesso, especialmente com as mulheres, e praticamente e com algumas exceções, independente da idade. Falo de amores impossíveis (ou quase), que superam o tempo, que geram reviravoltas, que pedem grandes decisões e renúncias, que mexem com a alma, com o coração e com o corpo das pessoas.


Particularmente, eu gosto de histórias de vampiros - fiz meu trabalho final sobre cinema na faculdade com o na época recém-lançado DRÁCULA DE BRAM STOCKER e, confesso, torci pelo bandido, rs. Que Keanu Reeves que nada, eu queria era que o Drácula acabasse com a angústia e a busca secular pela sua amada. Vai, Winona, fica com o Drácula, vai! rs.


Lembro até hoje da fala que mais me marcou: "I've crossed oceans of time to find you". Fala sério, quem resistiria? E não é o mesmo que Edward Cullen dizendo a sua Bella: "Eu não poderia viver em um mundo onde você não existisse" ? Você fica torcendo para que a próxima fala seja: "só uma mordidinha", rsrsrs, mas isso é outro filme, quer dizer, desenho... rs. Em uma realidade em que as relações estão tão superficiais, passageiras, individualistas e deixadas em segundo plano por buscas pessoais (carreira, dinheiro, sucesso, prazer), não é de se estranhar que muita gente ainda suspire por histórias de um amor profundo e puro.

Obviamente, há quem ache um saco a história "açucarada" de amor e queira mesmo é que a mocinha fique com o cara musculoso, desencanado e moderno. Mas a verdade é que o romatismo requer uma dose de existencialismo, um quê de melancolia, um ar de seriedade, dúvidas, choro, coração batendo apressado e outras coisas mais. E nessa hora, esperando que aconteça o tão esperado beijo na tela, lembramos que há algo além da supeficialidade da vida.

Claro que ninguém consegue ficar apaixonado para sempre, que declarações de amor feitas a todo instante perdem a intensidade e que no dia-a-dia o que conta é mesmo a cumplicidade, a simplicidade, a compreensão das diferenças. Mas lá de vez em quando, a vida há que ter um certo romantismo, uma certa batida descompassada no peito. Que seja no dia dos namorados, que seja sem perceber, que seja pela mesma pessoa. Mas romance é um temperinho danado de bom.

Por isso eu sigo buscando boas histórias de amor. Vendo filmes que me levam às lágrimas, lendo histórias de um amor profundo que inspiram, e tudo mais. Nada que, láááááá de vez em quando, uma dose extra de 24h não cure. rs. Adoooooro.

E só prá lembrar Romeu + Juliet (e olhem que eu já era bem grandinha quando vi váááááárias vezes - trilha sonora linda, fotografia espetacular, e apesar do Di Caprio ser o Romeu, eu adorei foi o john Leguizamo como Teobaldo), mas essa imagem é espetacular:

Pride can stand
A thousand trials
The strong will never fall
But watching stars without you
My soul cried
Grieving heart is full of pain
All of the aching

'Cause I'm kissing you, oh
I'm kissing you, Love

Touch me deep
Pure and true
Gift to me forever

'Cause I'm kissing you, oh
I'm kissing you, Love

Where are you now? 'Cause I'm kissing you I'm kissing you
(Kissing You - Desree)

Obs. e acho um saco quem fica dizendo que vampiro tem quer ser assim ou assado, não brilha no sol e blá blá blá. Licença poética, meu bem, deixem os escritores em paz! rs

2 comentários:

Ana Paula disse...

hahahhaha...que breguice..Amei!!!!!!

Ai..tenho preguiça desses filmes de vampiros do momento, não sinto a mínima vontade de assistir de tanto que falam.

Meu..kkkkkkkkkk, que hilário vcs.

Fabiana disse...

Rsrsrsrsr

A foto ficou um maximo, que camisa linda heim.

Hum vc sabe minha opinião sobre esses filmes né?

Bjos